Lorderudition

dp-23

Aos amantes do reconhecido talento de Jon Lord, uma das melhores notícias foi dada há poucos dias: ele vai se apresentar no primeiro dia da Virada Cultural de São Paulo 2009, às 18h00, no palco da Av. São João. Lord e a Orquestra Sinfônica Municipal tocarão na íntegra um dos seus históricos trabalhos que está completando 40 anos: Concerto for Group & Orchestra.

Tanto os fãs mais novos quantos os mais antigos do mago britânico dos teclados puderam conferir, há quase dez anos, algumas das músicas do disco citado nas apresentações do Deep Purple em São Paulo, na turnê de 30 anos do álbum. Porém, alguns clássicos da versão original ficaram de fora, como, por exemplo, “Hush”, “Wring the Neck” e “Child in Time”.

Lançado pela Warner Bros em 1970 e apresentado ao vivo pela primeira ao vivo no Royal Albert Hall, em 24 de setembro de 1969, o bolachão – de cinco músicas e 78 minutos – mostrava o lado erudito de Lord nas composições do grupo, já com a sua formação clássica, mesclando a objetividade do rock à complexidade da música clássica.

O jornalista e crítico musical Tim Jones, hoje na famosa revista inglesa Record Collector, classificou a obra de “lamentável”. Talvez ele não tenha considerado o fato de que o Purple foi uma das primeiras bandas a utilizar tais arranjos clássicos em suas composições – assim como os grupos Emerson, Lake & Palmer, Yes e Moody Blues.

Para quem não se liga muito nas levadas eruditas, pode se deliciar ao peso de “Wring That Neck”, também conhecida como “Hard Road” [na época do lançamento do play, devido à censura, a banda teve que trocar o nome da música por conta do seu significado, dito “violento”, e a avassaladora, energética, quebra-tudo, “Child in Time”. De qualquer forma, é curtição na certa!

Formação:
Ian Gillan – vocais
Ritchie Blackmore – guitarra
Jon Lord – teclado
Roger Glover – baixo
Ian Paice – bateria

Tracklist:
1 – Hard Road (Wring That Neck) – Blackmore, Lord, Paice, Simper (12:50)
2 – Child in Time – Blackmore, Gillan, Glover (12:27)
3 – First Movement: Moderato-Allegro Lord (19:05)
4 – Second Movement: Andante Lord (19:00)
5 – Third Movement: Vivace – Presto Lord (15:24)

(Por Lucas Mosca)

Anúncios

One response to this post.

  1. A critica especializada encarou com certa “estranheza” este trabalho, que era a estreia do “mark II”.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: