Sugarloaf – Green Eyed Lady (1970)

spaceshipearthposter

Tudo tem início com uma banda do Colorado chamada Moonrakers que deixa apenas um registro datado de 1968. No ano seguinte eles mudam o nome para Chocolate Hair e a formação contava com Jerry Corbetta (V, T), Bob Webber (G), Bob Raymond (Bx), Bob MacVittie (Bt). Não demorou para pintar um contrato com a Liberty, que fez, de cara, uma exigência: que o nome da banda fosse mudado. A gravadora achava que o nome Chocolate Hair poderia soar ofensivo naqueles tempos de violentos conflitos raciais pela América.Ao contrário do que muitos pensam o novo nome, Sugarloaf (pão de açúcar em português), foi adotado em homenagem à uma famosa montanha do Colorado, estado natal dos garotos; e não uma homenagem ao nosso Pão de Açúcar.

Com esse novo nome, lançam sua estréia em 1970, com um disco chamado simplesmente Sugarloaf. O destaque era uma música chamada “Green Eyed Lady”, que se tornou um grande sucesso não só na América, mas em outras freguesias também. Até por aqui essa música emplacou e muitas bandas brasileiras da época chegaram até a colocar aquela “dama de olhos verdes” em seu repertório.

A inspiração para “Green Eyed Lady” veio de um exercício que Corbetta costumava fazer no órgão para aquecer os dedos. Bastou Raymond encaixar aquele baixo pulsante para a música se tornar um clássico nas rádios de diversos países.

Em 1971 o grupo lançou o segundo disco, Spaceship Earth, que contava com um ex integrante da banda Beast, Bob Yeazel, na guitarra. Apesar da boa qualidade do disco, a banda não conseguiu emplacar outro hit com o impacto de “Green Eyed Lady”, o que frustrou bastante os rapazes. Somente em 1975, com a música “Don’t Call Us, We’ll Call You”, extraída do quarto e último álbum deles, a banda volta às paradas de sucesso nos EUA. Corbetta ainda lançou um disco solo pela Warner mas como este obteve baixa repercussão, foi trabalhar com Frankie Vallie e seus Four Seasons, compondo, produzindo e até como músico contratado.

Texto de Bento Araújo
Matéria originalmente publicada na revista poeira Zine número 4.
Para saber mais clique no www.poeirazine.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: