Rock Raro, o maravilhoso e desconhecido mundo do rock!

Sabe aquele livro que você sonhava em ter pra ler? Aquele livro que traria centenas de resenhas dos discos obscuros que você tanto adora, ou de outros tantos que certamente adoraria conhecer? Um livro que não traria nada de bandas manjadas como Deep Purple ou Genesis, mas sim Armageddon, Mellow Candle, Cargo, Andromeda, Human Beast, Leafhound, Kak, Jericho Jones, Blackwater Park e muitos outros… Pois é meu chapa, esse livro existe, em português, e acabou de ser lançado!

Falo de Rock Raro, livro idealizado e lançado pelo colecionador Wagner Xavier. São 352 álbuns escolhidos a dedo por Wagner e seu amigo/colaborador João Carlos Roberto. Tudo impresso em papel de primeira e a cores. Wagner cunhou resenhas bem pessoais de trabalhos imperdíveis de grupos obscuros dos anos 60 e 70, o que deu um ar bem particular ao trabalho; nada daquele papo mala catedrático sobre a trajetória dos conjuntos, mas sim uma análise descompromissada, segundo os ouvidos do autor. Quem quiser saber mais detalhes, basta escrever para o autor no e-mail rockraro@gmail.com

Quem quiser comprar o livro direto pela Internet, acesse o site da loja London Calling AQUI

Wagner Xavier falou com a pZ sobre o lançamento de Rock Raro, e o resultado você confere abaixo…

poeira Zine – Como surgiu a ideia de criar um livro desse tipo?
Wagner Xavier – Em algumas viagens eu saí em busca de um livro que trouxesse informações sobre discos raros dos anos 60 e 70. Vi que existiam alguns livros que traziam informações sobre capas e discografias de grupos, porém nenhum com resenhas e fotos coloridas. No final percebi que o livro não existia no formato que eu queria comprar então decidi realizar o trabalho. Já havia plantado árvores e feito filhos, faltava apenas escrever um livro. Também pensamos em como ajudar a fortalecer o rock mais antigo, o mercado e as lojas que tanto gostamos… Sabemos também que o trabalho irá divulgar um período musical muito rico para as novas gerações.

pZ – Foi tudo baseado na sua coleção particular, certo? Fale um pouco sobre isso…

WX – Eu e meu amigo/colaborador João Carlos Roberto optamos por resenhar discos de nossas coleções. Selecionamos aproximadamente 500 discos num primeiro instante e então chegamos a este universo de 352 álbuns. As três premissas que usamos foram: gostar do disco, esse ser relativamente raro e também possuir essa obra em nossa coleção. Decidimos incluir apenas um álbum por banda/artista, o que foi uma tremenda tortura, pois grupos como Dust, Jeronimo, Birth Control, Black Widow, entre outros, possuem vários discos legais e que temos nas nossas coleções. Concluímos que isso ficaria inviável, então optamos por este modelo, privilegiando um único disco por banda, mas também abordando vários grupos diferentes.

pZ – Como está sendo a repercussão do livro? Tem muita gente no Brasil que se interessa pelo rock mais obscuro dos anos 60 e 70?
WX – Tem sido bem maior do que esperávamos. Na realidade o trabalho foi projetado e idealizado como uma realização de um sonho pessoal, sem grandes pretensões, mas felizmente a procura tem sido muito grande, com gente de todo o Brasil, além de colecionadores de países como Espanha, Argentina, Portugal e França.

pZ – Você é daquele tipo que prefere um “Led Zeppelin obscuro do interior da Malásia” do que o próprio Led Zeppelin, só porque esse primeiro não fez sucesso e pouca gente conhece?
WX – Ótima pergunta (risos). Em hipótese alguma eu optaria pelo primeiro caso; nosso gosto por essas coisas mais raras é bem seleto e o que vale mesmo é a qualidade do som do grupo. Aliás existe também muita coisa ruim dessa época que provavelmente é rara exatamente por isso… Como falei, escolhemos discos que realmente gostamos. As cotações, aliás polêmicas, já indicam os melhores discos, ou aqueles que mais agradam os autores. Ou seja, pode ser de qualquer lugar, mas se a gente não gostar, não faz sentido entrar no livro. E por falar nisso, tem algum grupo legal na Malásia (risos)? Nas Filipinas gostamos muito do Juan de La Cruz, e este entrou no livro (risos).

pZ – Qual o recado para quem quiser comprar o livro?
WX – Em São Paulo o livro está sendo vendido na Praça Benedito Calixto aos sábados, na Galeria do Rock e na Galeria Nova Barão. Em Joinville, na Rock Total e na Highway Music, e também via o site das livrarias Midas e Curitiba. Também atendemos via e-mail através do rockraro@gmail.com

7 responses to this post.

  1. Posted by rogerio maia on 27/02/2015 at 16:30

    A idéia é excelente, o acabamento muito bom, de bom nível, porém, a revisão é bem falha, erros que muitas vezes percebe-se que foi de revisão e outros menos óbvios de concordância, coisa que achei, seria corrigida no volume dois e acabou que piorou, erros até no título da banda como (PENTANGLE), escrito errado e não revisado. os textos também não trazem nada de inovador ou mais espontâneo, seguindo sempre na mesma linha de apenas apresentar o disco, é ok, mas funciona mais para consulta, a “leitura” se torna consativa e chata pois mantem os mesmo clichês quase que em todos os comentários. De qualquer forma, valeu a iniciativa e o comentário é simplesmente no intuito de melhorar a obra, pois a idéia é sensacional. Só como idéia, li recentemente um texto que me impressionou pela riqueza de detalhes e paixão demonstrada pela música, o site que descobri sem querer é o macrocefaliamusical.com, Vale a conferida para uma base de textos diferentes e que acabam prendendo a atenção. Fica a dica.

    Responder

  2. Posted by gustavo on 19/06/2011 at 12:29

    conheci o livro e gostei bastante. dura é a realidade de ter que se contentar com os downloads das preciosidades porque achá-las em LP é algo quase que divino.
    parabéns pela obra!

    Responder

  3. Posted by Marcio Foca on 02/03/2011 at 22:28

    O LIVRO É FANTÁSTICO !!!! COMPREI E RECOMENDO!

    Responder

  4. Posted by dagoberto damasceno on 17/02/2011 at 18:44

    Finalmente saíu uma obra literária desse nível. Parabéns aos autores.

    Responder

  5. Posted by Renan on 17/02/2011 at 17:20

    Eita,so sonzera!

    Responder

  6. Posted by Nelson on 16/02/2011 at 10:16

    Já comprei. é show de bola! para quem gosta de rock dos anos 60 e 70 e quer conhecer alguma um som não comercial ou confirmado de muito bom gosto(daí, o “raro”) , este livro é uma fonte inesgotável para pesquisa e que vai surprender o leitor. Vale cada centavo! Saia da mesmice e aventure-se pelo rock raro.

    Responder

  7. Posted by hernani valoz on 16/02/2011 at 10:11

    simplesmente fantastico – quero este livro – mais uma vez parabens pela materia-entrevista.
    poeira zine sempre na frente
    grande abraço Bento
    vida longa
    hernani valoz

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: