Archive for the ‘1969 – 40 years on!’ Category

#1969# Crosby, Stills & Nash

crosby_stills_nash1

No final do mítico ano de 1968, o power-trio inglês Cream estava dando adeus aos seus fãs. As longas turnês, a influência de outros estilos musicais e a inquietação de seu principal membro foram os pontos-chave da separação. Eric Clapton, em sua autobiografia, chegou a comentar esse período:

Quando você toca noite após noite em uma agenda esgotante, muitas vezes não porque queira, mas porque é obrigado por contrato, é bem fácil esquecer os ideais que o levaram a se juntar àquilo. (…) Comecei a ficar muito envergonhado de estar no Cream, porque achava uma fraude. Não estava evoluindo…Enquanto fazíamos a viagem pela América, éramos expostos a influências extremamente fortes e poderosas, como o jazz e o rock´n´roll, que cresciam ao redor, e parecia que não estávamos aprendendo com aquilo”.

Bom, você pode estar se perguntando: “mas que diabos o Cream tem a ver com o Crosby, Stills & Nash?” Pode-se dizer que tudo, uma vez que a primeira banda foi desmanchada meses antes do disco citado ser lançado pelos vocalistas e guitarristas David Crosby (vocal e guitarra), Stephen Stills (vocal e guitarra) e Graham Nash, através da gravadora Atlantic Records. Feito que serviu de trampolim para o sucesso do trio, tanto junto ao público como também à imprensa, sendo considerados por ela como “o melhor dos supergrupos” à época.
Continue lendo

Anúncios

Andança Vinílica #1

De andança pelo centrão de Sampa…garimpei alguns vinis…

Um deles foi o red album do Grand Funk, versào original norte-americana de 1969, capa-dupla lindona, por apenas 40 mangos! Acabei de chegar em casa e percebi que esse é o meu quinto red album em vinil! (Coisa de bolha insano, pois tenho prensagem US, brazuca, peruana, e por aí vai…Não me leve a sério). Comprei esse título na loja Blue Sonic, do meu amigo Ray. Lá ele ainda outros títulos impecáveis em lp do GFR, Closer To Home, Live Album, Survival e o E Pluribus Funk, todos gringos e bem conservados…Ver o vermelhão ali na vitrine, sorrindo pra mim, foi irresistível…Outros que me chamaram atenção na Blue Sonic: um triplo que saiu agora com as primeiras gravações do Paul Kossoff no Black Cat Bones; um duplão live do Savoy Brown de 1981 produzido pelo Richie Wise do Dust e um lançamento inglês de um grupo obscuro chamado Breakthrough, com encarte recheado de histórias e fotos do grupo…

Continue lendo

O ano do Creedence

creedence-clearwater-revival-2-jpg1

Enquanto várias bandas seguiam brisando em muita psicodelia e doideras cavalares em 1969, pirando de tudo quanto é jeito, o conjunto californiano Creedence Clearwater Revival trabalhava em três de seus melhores discos: Bayou Country, Green River e Willy and the Poor Boys, lançados naquele mesmo ano.

Continue lendo

Lorderudition

dp-23

Aos amantes do reconhecido talento de Jon Lord, uma das melhores notícias foi dada há poucos dias: ele vai se apresentar no primeiro dia da Virada Cultural de São Paulo 2009, às 18h00, no palco da Av. São João. Lord e a Orquestra Sinfônica Municipal tocarão na íntegra um dos seus históricos trabalhos que está completando 40 anos: Concerto for Group & Orchestra.

Tanto os fãs mais novos quantos os mais antigos do mago britânico dos teclados puderam conferir, há quase dez anos, algumas das músicas do disco citado nas apresentações do Deep Purple em São Paulo, na turnê de 30 anos do álbum. Porém, alguns clássicos da versão original ficaram de fora, como, por exemplo, “Hush”, “Wring the Neck” e “Child in Time”.

Continue lendo

#1969# Ummagumma, Drogas e Rock´n´Roll!

ummagumma

As loucuras, extravagâncias e energia do ano de1968 parecem ter sido absorvidas totalmente pelos integrantes do Pink Floyd no período de gestação do álbum Ummagumma, lançado em 27 de abril de 1969, dois meses antes do mítico festival Woodstock.

Continue lendo